23/03/2004 -Josélia.

P.Dois leitões tiveram a morte muito rápida, ficaram muito inchados, e de coloração rocha, e  de: "pescoço roxo".

R.Primeiro: estas informações tem apenas o caráter didático, e procurar colaborar, para elucidar o problema, mas seguramente o mais correto seria procurar um veterinário da sua região, trocar uma idéia com o mesmo sobre o assunto, mostrar ao mesmo esta correspondência, e formalizar as conclusões.

Pela nossa experiência de campo em mais de 20 anos com assistência técnica em granjas de suínos, acreditamos que o problema é:

Edema Maligno, e ou Gangrena Gasosa, podendo se apresentar de forma esporádica, e em alguns casos observamos a ocorrência de surtos.

O  agente causador, mais freqüente, é Clostridium ( C ) septicum, e em alguns casos isolamos o

C.chauvoei, C. novyi e C. sordelli.

Estes Clostridium spp. são encontrados normalmente no ambiente, pois fazem parte da flora intestinal dos suínos, são eliminados através das fezes sob a forma de esporos.

Os clostrídios dependem de condições anaeróbicas para seu desenvolvimento.

Em geral se manifesta por morte súbita, em função de um quadro clínico superagudo, e quando é feito um exame dos animais afetados notamos áreas superficiais, de tumefação, com localização variável, sendo mais comum no pescoço, axilas ou região inguinal.

As áreas afetadas, apresentam-se quentes, edematosas, ou com consistência crepitante. A pele que limita tais regiões apresenta manchas purpúreo-hemorrágicas.

Observa-se ainda hipertermia, e taquipnéia. Nas fases finais os animais se apresentam em decúbito lateral, mostrando sinais severos de dispinéia.

Após a morte a decomposição é quase sempre rápida, e duas e três horas pós - mortem já se observa um quadro generalizado de enfisema e necrose, além de odor bastante desagradável.

A confirmação deve ser feita por veterinário, com necropsia e envio de material para laboratório.

Controle: Se confirmado o diagnostico, podemos usar medicamentos injetáveis como:

Penicilinas  ou  tetraciclinas, quando se conhece claramente a fase de ocorrência dos surtos podemos usar os mesmos medicamentos acima descritos misturados à rações dos leitões.

Melhorar a limpeza, Higienização do ambiente, promover vazios sanitários.

Se confirmado o problema por laboratório, poderá ser produzido bacterinas polivalentes contra clostridioses.

Esperamos que resolva o problema, ou pelo menos saiba como controlar, colocamo-nos a sua inteira disposição, e agradeceríamos, se continuasse a nos enviar informações sobre o problema, para que pudéssemos continuar pesquisando.


<--Voltar