20/08/2010 – Alcindo PerimGurupi-TO

 

Tenho tido um problema de diarréia em leitões na minha creche na primeira semana de desmama, com muita  refugagem e mortes.

 

Alcindo, normalmente o problema de diarréia na creche, ocorre, por deficiência de manejo na maternidade, principalmente; falta de estimulo de consumo de ração pré-inicial pelos leitões já a partir de 5 a 7 dias de idade,  as vezes baixo consumo de colostro, ou ainda leitões desmamados com idade e ou peso abaixo do normal, e leitões muito desuniformes. O problema não é para ser controlado com medicamento, como está solicitando, eu pensaria em 10 pontos básicos, para controlar a diarréia na sua granja. Discuta este assunto com o veterinário que presta assessoria na sua granja.

 

a) Buscaria antibióticos modernos ( norfloxacina, gentamicina, macrolideos ) imediatamente, para cortar o problema inicial, visto que é mais comum as diarréias bacterianas, isto visando reduzir as perdas imediatas e reduzindo infecções secundárias.

 

b) Faria um monitoramento, exames de fezes e suabs, para diagnosticar, se realmente é uma bactéria, agindo, ou outro microorganismo como coccídios.

 

c) Feito o diagnóstico ( que deve ser o mais rápido possível ) buscaria o antimicrobiano mais adequado, se possível, fazer um antibiograma, como apoio na sua decisão.

 

d) Avalie a qualidade do ambiente, onde estão os leitões, (limpeza das baias, comedouros, bebedouros, corredores, paredes, desinfecção, ventilação, temperatura adequada para idade, disponibilidade de  água, se não falta água, ou se não temos água quente nos bebedouros, correntes de ar, umidade nas baias, ambiente muito quente.

 

e) Avalie qualidade da água, ( se possível através de exame laboratorial); na captação, e no bebedouro, fazendo nos dois pontos pode lhe indicar onde esta o problema, promover limpeza de caixa d’água, rede hidráulica.

 

f) Se não utiliza o sistema All-inAllAlt ( tudo dentro / tudo fora ) coloque em pratica imediatamente.

 

g) Reveja os procedimentos de segurança sanitária ( biossegurança ), isolamento dos galpões, limpeza, interna e externa, desinfecção de veículos, equipamentos, ferramentas, higiene de funcionários, e restringir ao Maximo a visitas e entradas de pessoas na granja.

 

h) Promova uma rotação de desinfetantes,  com princípios ativos diferentes, não troque de desinfetante todo mês, também não é desejável, o ideal seria a cada 6 meses, ou se tivermos ocorrência de problemas sanitários sérios.

 

i) Gradativamente introduza o uso de medicamentos naturais, probioticos, lactobacilos, e procure reduzir a utilização de antibióticos, lançando mão desta opção, somente em surtos, e casos graves de doenças e ou tratamento individualizado.

 

j) Melhore o manejo, já a partir da maternidade, maior produção e ingestão  de colostro, maior estimulo de consumo de ração pré-inicial, procure desmamar leitões acima de 6,4 Kg de media com idade de 21 dias, sempre que necessário, promova uniformização de lote por peso, nos primeiros dias de nascido, Utilize baias isolamento, para tratar, medicar, e recuperar animais problemas.

 

Veja ainda na nossa página na seção informativos técnico. O assunto:

01 -  Diarréia em Leitões.   


<--Voltar