25/03/2006 - Antonio Carlos.

P.Gostaria de ter informações sobre genética.

Veja na nossa página, a respeito da chegada dos suínos no Brasil.

Raças Nacionais.

Raça Piau

Raça Duroc

Por volta de 1.930, com o início das importações de animais da Inglaterra, desencadeou o processo de melhoramento genético no Brasil, inicialmente com cruzamentos dos animais importados, com animais Nacionais, principalmente com animais Piau.

Gradativamente a criação de animais tipo misto ( BANHA ),  foi cedendo espaço aos animais melhorados ( TIPO CARNE ), inicialmente pela simples substituição das raças Nacionais, pelas raças Importadas, notadamente caracterizou-se pela utilização de raças puras, e por alterações substanciais, nos sistemas de criações, passando gradativamente de criações extensivas, para criações confinadas, foi adotado um programa específico de nutrição animal, e implantado programas de seleção e melhoramento genético.

Os programas de melhoramento genético, buscam através de cruzamentos e seleção dos melhores indivíduos, algumas características como:

Tamanho e peso da leitegada ao nascer e ao desmame.

Velocidade de ganho de peso da desmama ao abate.

Conversão alimentar.

Qualidade de carcaça.

Estimativas de herdabilidade.

   Características                          % Probabilidade

   Comprimento da carcaça. . . . . . . . . 40  a   60

   Comprimento das pernas. . . . . . . ..  60  a   65

   Número de Tetas. . . . . . . . . . . . . . ..  20  a   40

   Número de Vértebras. . . . . . . . . . ...  70  a   75

   Número de leitões Nascidos. . . . . .    5  a   15

   Número de leitões Desmamados...     5  a   12

   Peso dos Leitões à desmama. . . . .   15  a   20

   Peso do Animal aos 6 meses. . . . ..   20  a   30

   GPD Desmama / Abate. . . . . . . . . . .   25  a   40

   Área de olho de lombo. . . . . . . . . . ..  45  a   55

   Espessura de Toucinho. . . . . . . . . . .  40  a   60

   Rendimento de Pernil. . . . . . . . . . . . .  50  a  60

   Rendimento de Carcaça. . . . . . . . . . .   25  a 35

Entre diversos parâmetros buscados, nos programas de melhoramento genético, o que se busca com maior intensidade é:

Qualidade de carcaça.

Qualidade de Carne

Comprimento da carcaça

Ganho de peso

Conversão Alimentar

Maior deposição de carnes nobres

Seleção:

Número de leitões nascidos, e Número de leitões desmamados, observe que esta característica é de baixa herdabilidade, portanto deveremos, procurar melhorar através de cruzamentos, devido a heterose, vigor híbrido.

Estrutura da População Suina.

 

Na pirâmide da distribuição dos planteis de suinos vemos da seguinte forma:

1  Ápice da pirâmide: Rebanhos Elites ( Granjas Núcleos ), onde normalmente é feito o trabalho de melhoramento genético, dos animais ( RAÇAS PURAS ); Cruzamento de PUROS & PUROS, das mesmas raças; este plantel é estimado em no máximo 1 a 2% do total do rebanho brasileiro.

2 Meio da pirâmide: Rebanhos Multiplicadores ( Granjas Melhoradoras ), onde normalmente é feito o trabalho de melhoramento genetico, usando cruzamentos, e retrocruzamentos, aproveitando a heterose, e vigor hibrido, resultado dos cruzamentos de animais puros de raças diferentes, visando o melhoramento identificando populações e ou indivíduos, com caracteristicas desejáveis. PUROS 7 PUROS,  de raças diferentes,  este rebanho é estimado em aproximadamente 8 a 10% do plantel brasileiro.

3 Base da pirâmide: Rebanhos Comerciais ( Granjas que produzem animais para o abate ) Nestas granjas, são usados animais cruzados, retrocruzados, three-cross, que vão UNICAMENTE produzir animais destinados ao consumo ( abate ). Na base da pirâmide, encontramos por volta de 88 a 90% do rebanho brasileiro.

Considerar que quando usamos animais melhorados geneticamente, de um determinado programa genético, por mais moderno que seja o animal que estamos comprando, ainda intercorre um atrazo genético de pelo menos 5 a 6 anos, com relação ao melhoramento genético, atual, da granja NÚCLEO.

Lembre-se do problema que causamos na nossa granja, quando compramos animais de vizinhos, ou de criações que não tem um programa de melhoramento genético definido, ou o que é, mais grave, quando nos metemos a GENETICISTAS,  e queremos fazer nossas próprias matrizes. 


<--Voltar