10/10/2002 - Junior.

P.Gostaria de saber sobre a proibição do uso de gaiolas de gestação e gaiolas de maternidade na comunidade européia.

A da proibição do uso de gaiolas de gestação e gaiolas de
maternidade na comunidade européia, deve-se a pressão de grupos de defesa e
proteção aos animais que alegam que os mesmos ( matrizes e reprodutores )
mantidos em gaiolas causam stress aos animais e que os mesmos tem a vida
útil diminuída.

Bem vamos a resposta:

1) Mantemos animais em gaiolas nas granjas nos últimos 70 anos, e estes
animais foram preparados geneticamente para alta produtividade e estão
acostumados e adaptados a gaiolas, e a vida útil de matrizes mantidas em
gaiolas tem sido de 7 a 8 anos, e produzindo normalmente e vivendo na maior
tranqüilidade, passam a maior parte do tempo ( por volta de 18 a 20 horas do
dia ) deitadas e dormindo.

A outra ala de defesa dos suínos que não querem que os mantenha em gaiolas
são os ambientalistas, que alegam que as granjas com animais confinados em
gaiolas, conseguimos manter um maior número de animais por metro quadrado, e
conseqüentemente esta maior concentração também aumenta a poluição
ambiental.
Com o que também não concordamos, podemos ter granjas grandes, com mais de
10.000 suínos, confinados, bem montadas, planejadas, isoladas e com estação
de tratamento de dejetos e aproveitamento total dos dejetos para adubação de
solo, para plantio de milho e pastagens e capineiras.

Temos no Brasil condições de produzir o suíno mais barato e de melhor status
sanitário do mundo, o que este pessoal quer na realidade e adotar normas e
procedimentos, ( para Inglês Ver ) na Europa e depois vir com estas idéias
para cá, pois já foram aprovadas por lá, e enfia-las boca abaixo nos
tupiniquins, e alijarmos da condição de sermos o maior produtor de suínos do
mundo, como já somos o segundo maior produtor de frango, e de soja e com os
menores custos de produção e maiores produtividade do mundo, inclusive
melhor que  o Tio Sam.


<--Voltar