25/03/2006 - Edvanger Bega.

Gostaria de ter informações sobre Pneumonia Enzoótica.

A respeito da sua consulta, recomendo que veja os assuntos:   

12  Status Sanitário

41  Controle Sanitário

50   Programa de Vacinação

71  Principais meios de transmissão das doenças infecciosas suínas

Veja na seção Informativos Técnicos, os assuntos acima, mais algumas informações nessa  seção:

CONSULTAS ON - LINE.

Vejamos ainda:

Pneumonia Enzoótica, ou micoplasma, é uma doença  infecciosa, crônica extremamente contagiosa, acometendo os animais de uma tosse seca, principalmente ao movimentarmos estes animais na baia; pior desenvolvimento ( GPD ),  ganho de peso diário; pior ( CA ) conversão alimentar; apesar de se propagar rapidamente por um rebanho e contaminar todos os animais, a mortalidade e normalmente baixa, observamos animais refugados, desuniformidade nos lotes, pêlos secos sem brilho, arrepiados. A ocorrencia da PE em um rebanho propicia a introdução de outros problemas respiratórios.

O agente causador da Pneumonia Enzoótica; Mycoplasma hyopneumoniae, aloja-se somente no aparelho respiratório, e não sobrevive por mais de 14 horas fora do mesmo.

A contaminação ocorre entre animais, através do ar, por meio de aerosóis, e normalmente os animais mais velhos transmite o micoplasma, para os animais mais jovens, e ao misturarmos animais na creche, recria, e terminação, um animal contamina o outro.

Ao introduzirmos ( UM ) animal contaminado, em uma granja livre de problemas, em poucos  meses todos os animais também estarão com a doença.

Patogenicidade, a contaminação ocorre por via respiratória, e o periodo de incubação depende do status sanitario do plantel contaminado, do nível de resistência, imunidade, programa de vacinação adotado, condições de stress, e principalmente do estado nutricional.

O diagnostico poderá ser feito observando, as informações acima, pela necropsia de animais afetados, e a confirmação pelo isolamento do agente etiológico, pelo teste de ELISA.

A observação a nível de abate nos frigoríficos, permite estabelecer o grau de severidade da doença no rebanho, conforme a percentagem de pulmões afetados:

Até 20 a 30 % de pulmões afetados ( doença subclinica ); entre 30 a 40% ( nível baixo ); entre 40 a 60% ( nivel moderado ); acima de 60% ( nível severo ).

A erradicação da pneumonia enzoótica de uma criação só é possível com a população completa do rebanho da granja, e após um período de ( VAZIO SANITÁRIO ),  de pelo menos 8 semanas, com lavações e desinfecções semanais, manter-se-a o ambiente livre de agentes contaminantes, e após este vazio repovoar a granja com animais livres de pneumonia enzoótica.

Obs: este material e somente um breve resumo, 

Estaremos disponibilizando, na nossa página, nos próximos dias um material mais completo, inclusive com fotos.


<--Voltar